Home » Notícias » Jovens

Situação dos Empregos no Brasil

terça-feira, 31 de março de 2009. Autor: Assessoria de Imprensa do MTE

A recuperação brasileira frente à crise econômica mundial foi o tema do discurso do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, durante série de reuniões do G-8 (bloco que reúne os sete países mais ricos do mundo e a Rússia), em Roma, na Itália. Convidado especial a participar do encontro para mostrar como o Brasil vem conseguindo sucesso no enfrentamento da turbulência internacional, Lupi relacionou a recuperação do país às rápidas ações do governo para superar o período.
"A redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para automóveis deu tão certo que as vendas nos dois primeiros meses de 2009 foram maiores que em 2008, quando não havia crise, e o governo decidiu estender o benefício. O FGTS liberou mais de R$ 10 bilhões para obras de infraestrutura e aprovou o aumento em duas parcelas do seguro-desemprego para os setores mais atingidos. O Fundo de Amparo ao Trabalhador está oferecendo R$ 23 bilhões para financiar habitação popular, com subsidio e crédito a juro baixo", listou Lupi.
O ministro falou ainda sobre a importância dos países que integram o G-8 pensarem em medidas voltadas a ajudar os trabalhadores, e não apenas socorrer o mercado financeiro. Lupi falou com otimismo sobre o futuro próximo da economia brasileira.
"Estamos garantindo empregos lançando investimentos públicos e isenções de impostos. O nosso mercado interno continua muito forte, e o aumento do salário mínimo coloca alguns bilhões no mercado, estas pessoas ganham poder de compra e os estoques começam a baixar e começamos a ver uma recuperação concreta. Os setores de Serviços e Construção Civil estão se recuperando bem; o setor agrícola também vai crescer. A previsão para março é que o saldo negativo de 2009 seja zerado com a criação de 100 mil novos empregos", analisou Lupi, antes de agradecer o convite para participar do encontro.

Útimas Notícias